Procurar
Close this search box.

Como vender a sua propriedade em Portugal

Vender uma propriedade em Portugal não é uma tarefa fácil. O processo pode ser stressante mesmo no seu país de origem, pelo que fechar o negócio num mercado que lhe é estranho é ainda mais difícil. Os erros podem acumular-se rapidamente. Como proprietário que procura vender, é regularmente confrontado com a questão de contratar agentes imobiliários para o ajudar. Na Pearls of Portugal, colocamos as suas necessidades acima de tudo e concretizamos a venda de forma rápida e fácil. Desempenhamos um papel central na mediação entre o proprietário e todos os potenciais compradores. Além disso, prestamos um apoio comercial de primeira classe na sua língua materna.

Preparar o imóvel para venda, determinar o preço correto, promover junto de possíveis compradores e seguir as normas legais são alguns dos aspectos mais cruciais neste processo. Vender uma casa em Portugal pode ser simples e fácil, com a estratégia correcta. Ao assinar com a Pearls of Portugal, não terá de se preocupar com nada. Atraímos investidores nacionais e estrangeiros e preparamos a sua propriedade de forma a torná-la ainda mais atractiva para eles.

Helena Castro, Diretora de Gestão de Clientes

Porque é que devo vender o meu imóvel com a Pearls of Portugal?

Amplo conhecimento do mercado imobiliário português: O facto de trabalharmos diariamente no mercado permite-nos oferecer avaliações precisas e aconselhamento criterioso, garantindo-lhe o melhor resultado possível nas suas transacções imobiliárias.

Somos uma equipa experiente, profissional e local, dedicada a prestar um serviço excecional, estratégias personalizadas e orientação especializada para o ajudar a atingir os seus objectivos imobiliários com confiança e facilidade.

A nossa rede nacional e internacional de potenciais compradores e outros agentes, aumentando a visibilidade do seu imóvel e as hipóteses de uma venda rápida.

Plano de marketing detalhado, proporcionando-lhe uma comunicação transparente e eficaz do processo, o que lhe permite poupar tempo e esforço significativos.

sell a property portugal

Obtenha uma avaliação gratuita da sua propriedade com a Pearls of Portugal

Envie as informações do seu imóvel e entraremos em contacto consigo!

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Passo 1 de 4
Tipo de propriedade:

O que é que está incluído no serviço de venda da Pearls of Portugal?

Temos uma equipa de profissionais experientes prontos para o ajudar em cada passo do processo. A Pearls of Portugal conhece o mercado imobiliário nacional, bem como as leis e costumes portugueses. Oferecemos aos nossos clientes um vasto e único leque de serviços:

Conselheiro pessoal durante todo o processo de venda e pós-venda;

Contacto com compradores e investidores de diferentes países;

Visitas ao local ou/e visitas virtuais;

Estratégia de marketing para promover o seu imóvel no nosso sítio Web, na nossa newsletter e nas redes sociais;

Avaliação profissional do imóvel para obter o melhor preço de venda;

Diligência prévia de imóveis com equipa jurídica experiente;

Elaboração do certificado energético;

Preparação de todos os documentos e contratos necessários;

Fornecimento de material de venda;

Colocação online em todas as plataformas imobiliárias relevantes em Portugal;

Fotografias profissionais;

Coordenação das nomeações notariais;

De que documentos necessito para vender o meu imóvel em Portugal?

Antes de vender a sua casa ou apartamento em Portugal, deve ter todos os documentos necessários, tais como:

Escritura

Pagamento do imposto predial

Declaração de compropriedade

Documentos hipotecários

Timeline de venda com a Pearls of Portugal

Qual é o processo de venda de um imóvel em Portugal?

O processo de venda de uma casa em Portugal envolve dois passos legais principais: o Contrato Promessa de Compra e Venda(CPCV) e a Escritura Pública de Compra e Venda.

O CPCV estabelece as condições da venda e funciona como um compromisso legal para ambas as partes, garantindo que a transação será concluída de acordo com os termos acordados. O vendedor tem o direito de receber o pagamento acordado de acordo com o CPCV, a responsabilidade de entregar o imóvel conforme acordado e de fornecer toda a documentação necessária. A Escritura Pública de Compra e Venda formaliza a transferência de propriedade e é o documento legal que formaliza a venda do imóvel.

Trabalhar com um Agente Imobiliário em Portugal

Assinatura do CMI

O Contrato de Mediação Imobiliária ( CMI ) é um contrato pelo qual uma empresa devidamente autorizada a exercer a atividade de mediação imobiliária em Portugal procura, em nome dos seus clientes, receptores para a realização de negócios que visem a constituição ou aquisição de direitos reais sobre bens imóveis, a sua permuta ou arrendamento, a cessão de posições em contratos que tenham por objeto bens imóveis, etc. Deve assinar este documento quando estiver a trabalhar com um agente imobiliário ou corretor de imóveis em Portugal.

O que consta do contrato de CMI em Portugal

O contrato de mediação imobiliária é elaborado por escrito e deve conter os seguintes elementos:

  • Identificação das características do imóvel, com especificação de todos os ónus que sobre ele impendem;
  • Identificação da empresa;
  • Condições de remuneração da empresa, em termos fixos ou percentuais, bem como o modo de pagamento, com indicação da taxa de IVA aplicável;
  • Identificação do seguro de responsabilidade civil ou da garantia financeira ou instrumento equivalente, com indicação da apólice e da entidade seguradora ou, se for o caso, do capital garantido;
  • Identificação do agente imobiliário que interveio na elaboração do contrato;
  • Identificação detalhada de eventuais serviços acessórios a prestar pela empresa;
  • Referência ao regime de exclusividade, quando acordado, especificando os seus efeitos para a empresa e para o cliente.

Vender um imóvel em Portugal: Impostos

Imposto sobre mais-valias

Quando se vende um imóvel por um preço superior ao que se pagou por ele, o lucro obtido é considerado uma “mais-valia”. Em Portugal, esta mais-valia está sujeita a imposto sobre as mais-valias. Mas não se preocupe, o processo não é tão assustador como parece.

Como residente, ficará satisfeito por saber que apenas 50% da sua mais-valia é tributável. Além disso, se for proprietário do seu imóvel há mais de dois anos, pode beneficiar de uma redução da inflação. E para os imóveis adquiridos antes de 1989? O montante tributável da venda do seu imóvel é adicionado aos outros rendimentos do ano, que são depois tributados com base nas taxas progressivas do imposto sobre o rendimento, que atualmente variam entre 14,5% (para rendimentos inferiores a 7 479 euros) e 48% (para rendimentos superiores a 78 834 euros).

Principais benefícios para a residência

O sistema fiscal português oferece vários benefícios, ou “regras de renovação”, que podem ajudá-lo a evitar ou reduzir o imposto sobre as mais-valias. Estas isenções entram em vigor quando se vende um imóvel que foi considerado a residência principal, sendo que uma das isenções implica o reinvestimento numa nova residência principal.

Se vender a sua residência principal em Portugal e reinvestir o produto da venda (líquido de qualquer hipoteca utilizada para a adquirir) noutra residência principal, poderá ficar isento do imposto sobre mais-valias. No entanto, esta isenção não é automática, sendo necessário declarar o montante do reinvestimento na declaração de IRS do ano da venda do imóvel. Além disso, o novo imóvel deve estar situado na UE ou num país do Espaço Económico Europeu (EEE) que partilhe informações fiscais com Portugal.

Tempo e propriedade são importantes

Quando se trata desta isenção, o tempo é tudo. Deve adquirir a sua nova residência no prazo de 36 meses após a venda da primeira residência ou 24 meses antes. Além disso, deve mudar-se para ela no prazo de seis meses após o limite de três anos, a fim de evitar o pagamento de impostos. A titularidade é igualmente importante. A propriedade deve estar registada em seu nome e é aconselhável ter um registo claro de que é a sua morada junto das autoridades locais, empresas de serviços públicos e nas declarações de impostos.

Reinvestir num plano de pensões

Outra via interessante de isenção na venda de uma casa em Portugal é o reinvestimento num plano de poupança a longo prazo ou numa pensão. Este benefício pode ser uma mais valia para quem se vai reformar ou tem mais de 65 anos de idade.

Depois de vender o seu imóvel, pode reinvestir o produto da venda num fundo de pensões, num sistema público de pensões ou num contrato de seguro no prazo de seis meses. À semelhança do que acontece com o reinvestimento em imóveis, é necessário indicar a intenção de investir os fundos na declaração de IRS relativa ao ano em causa, mas há um senão: ao reinvestir numa pensão, deve receber um pagamento anual máximo de 7,5% do valor dos fundos. E lembre-se, a propriedade vendida tem de estar em seu nome.

Capital Gains Tax Portugal: Residentes Não Habituais (RNH) e o seu estatuto fiscal

Se tiver o estatuto de RNH, poderá evitar as mais-valias sobre determinados ganhos de origem estrangeira, dependendo dos termos da convenção de dupla tributação com o seu país de origem. Isto significa que, se a mais-valia for tributável no seu país de origem – como é o caso dos imóveis no Reino Unido, por exemplo – não estará sujeito a imposto em Portugal. No entanto, estas mais-valias estão “isentas com progressão”, o que significa que são adicionadas ao seu rendimento anual tributável para calcular a sua taxa efectiva de imposto em Portugal.

Helena Castro, Diretora de Gestão de Clientes

Venda o seu imóvel da melhor forma em Portugal.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Newsletter

Então, vendeu o seu imóvel em Portugal. Quais são os próximos passos?

  1. Receber o Pagamento Final: Verificar se o pagamento do valor acordado foi recebido.
  2. Transferir o Imóvel: Confirmar o registo da transação na Conservatória do Registo Predial.
  3. Declarar a Venda às Finanças: Preencher a declaração de IRS e verificar a situação do IMT.
  4. Cancelar Contas e Serviços: Encerrar ou transferir contas de água, eletricidade, gás, internet e telefone.
  5. Informar Entidades Financeiras: Comunicar a venda ao banco e atualizar a morada.
  6. Guardar Documentos: Arquivar os documentos e recibos da venda.
  7. Rever a situação fiscal: Certificar-se de que todos os impostos foram pagos.
  8. Considerar o reinvestimento: Explorar opções para reinvestir o dinheiro da venda.

Perguntas Frequentes

Os mediadores imobiliários portugueses estão sujeitos aos regulamentos legais do IMPIC (Instituto dos Mercados Públicos, do Imobiliário e da Construção) e devem ser titulares de uma licença AMI válida. Os mediadores imobiliários são obrigados a indicar a sua licença em todas as comunicações comerciais e são também obrigados a fazê-lo quando organizam visitas a potenciais investidores.

Em Portugal, a comissão de um agente é geralmente de 5% e está incluída no preço de venda. No entanto, não existem restrições legais quanto aos honorários que podem ser cobrados. Os agentes imobiliários são pagos exclusivamente pelo vendedor, pelo que não há partilha de custos de mediação entre comprador e vendedor.

As actividades do agente imobiliário português incluem, por exemplo, a implementação de medidas publicitárias adequadas a expensas suas. Em contrapartida, o cliente renuncia ao direito de recorrer a outros agentes imobiliários ou a terceiros. No caso de um contrato de exclusividade, o agente imobiliário coloca à disposição do cliente toda a sua experiência, os seus contactos e o seu conhecimento do mercado, bem como o seu conhecimento dos procedimentos inerentes a uma transação imobiliária.

Peça ao comprador um comprovativo de pagamento ou verifique diretamente junto da Autoridade Tributária.

Um advogado pode ajudar em questões fiscais, financeiras ou jurídicas, mas a contratação de um não é obrigatória. Quando se trabalha com uma empresa experiente como a Pearls, por exemplo, não há necessidade de um advogado.

Quando trabalha com a Pearls, avaliamos a sua propriedade e aconselhamo-lo sobre o preço de venda adequado. Fazemos essa avaliação através de pesquisas no mercado local, comparações com imóveis semelhantes e tendo em conta a envolvente do imóvel, por exemplo.

Os vendedores têm de pagar o imposto sobre as mais-valias, a comissão do agente imobiliário (se aplicável) e os honorários legais. As taxas de imposto podem ser diferentes para os não residentes.

Sim, mas enquanto os residentes são tributados sobre 50% das mais-valias à sua taxa marginal de imposto sobre o rendimento, os não residentes são tributados a uma taxa fixa de 28%. No entanto, existem isenções e excepções.

Isto depende da atratividade do seu imóvel, do estado do mercado e do preço que está a pedir. Normalmente, um imóvel médio demora alguns meses a ser vendido.

Sim. No entanto, o contrato de aluguer deve ser respeitado. Há simplesmente uma troca de senhorios – o inquilino não está envolvido de forma alguma.

Sim, 99% das vezes os compradores farão ofertas. Deve ter isso em conta ao decidir o seu preço.

Frederik Pohl
Frederik Pohl, CEO
Venda o seu imóvel da melhor maneira em Portugal.
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Newsletter

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

How can we help you?

English • Portuguese • Spanish • German • Italian •  French

Schedule a meeting for:

Real estate

Call us now

Send us a message

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Newsletter

Como o podemos ajudar?

Inglês – Português – Espanhol – Alemão – Italiano – Francês

Marcar uma reunião para:

Imobiliário

Ligue-nos agora

Envie-nos uma mensagem

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Newsletter
pearls of portugal

Não perca as ofertas e as novidades!

Subscreva a nossa newsletter e não perca as últimas notícias e ofertas!

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Interesses: