Procurar
Close this search box.

Vender um imóvel em Portugal: Impostos e mais-valias

Está a pensar vender a sua propriedade em Portugal? Quer seja um residente de longa data, um expatriado a considerar uma mudança, ou um investidor à procura de oportunidades, navegar pelos impostos da venda de propriedade em Portugal é extremamente importante para as suas finanças. Desde o imposto sobre mais-valias até ao estatuto de residente não habitual, vamos guiá-lo através dos meandros deste tópico complexo, facilitando-lhe o planeamento da sua próxima mudança.

Portugal possui um vibrante mercado imobiliário alimentado pela sua rica história, paisagens de cortar a respiração e cultura calorosa e acolhedora. No entanto, como qualquer empreendimento imobiliário, a venda de imóveis aqui envolve sua parcela justa de impostos. Felizmente, Portugal oferece vários benefícios fiscais, que podem ajudar a mitigar suas obrigações financeiras ao vender propriedades.

Primeiro, vamos mergulhar no imposto sobre ganhos de capital em Portugal – um componente crítico que você precisa entender ao vender propriedades neste belo país.

Frederik
Frederik Pohl, CEO
Marque já uma consulta gratuita com um dos nossos especialistas!
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
GDPR compliance1
GDPR compliance2

Entender o Imposto sobre as Mais-Valias em Portugal

Quando se vende um imóvel a um preço superior ao que se pagou por ele, o lucro obtido é considerado uma ‘mais-valia’. Em Portugal, esta mais-valia está sujeita a imposto sobre as mais-valias. Mas não se preocupe, o processo não é tão assustador quanto parece.

Como residente, ficará satisfeito por saber que apenas 50% da sua mais-valia é tributável. Além disso, se for proprietário do seu imóvel há mais de dois anos, pode ter direito a uma redução da inflação. E para os imóveis adquiridos antes de 1989?

O montante tributável da venda da sua propriedade é adicionado ao seu outro rendimento do ano, que é então tributado com base nas taxas progressivas de imposto sobre o rendimento, que actualmente variam entre 14.5% (para rendimentos inferiores a 7.479 euros) e 48% (para rendimentos superiores a 78.834 euros).

Regimes de tributação das mais-valias

O sistema fiscal português oferece vários regimes de tributação, ou “regras de renovação”, que podem ajudá-lo a evitar ou reduzir o imposto sobre as mais-valias. Estes benefícios entram em acção quando se vende uma propriedade que foi considerada a sua residência principal.

Um dos benefícios envolve o reinvestimento numa nova residência principal. Se vender a sua residência principal em Portugal e reinvestir o produto da venda (líquido de qualquer hipoteca utilizada para a adquirir) noutra residência principal, poderá ficar isento do imposto sobre mais-valias.

No entanto, esta isenção não é automática. É preciso declarar o valor do reinvestimento na declaração de IRS do ano em que se vende o imóvel. Além disso, a nova propriedade deve estar na UE ou num país do Espaço Económico Europeu (EEE) que partilhe informações fiscais com Portugal.

Time and Ownership Matters

Quando se trata desta isenção, timing é tudo. Deve adquirir a sua nova residência no prazo de 36 meses após a venda da primeira residência ou 24 meses antes. Além disso, você deve se mudar para ele dentro de seis meses do limite de três anos para evitar quaisquer impostos devidos.

A propriedade é igualmente importante. A propriedade deve ser registada em seu nome, e é aconselhável ter um registo claro de que é o seu endereço com a autoridade local, empresas de serviços públicos e em declarações fiscais.

Compreender estes regulamentos pode parecer esmagador, mas não se preocupe! Nós na Pearls of Portugal estamos aqui para o guiar no processo, tornando a venda da sua propriedade tão suave e eficiente em termos fiscais quanto possível.

Row of luxury villas in Faro city

Reinvestir num plano de pensões

Outra via de isenção interessante é através do reinvestimento num plano de poupança a longo prazo ou numa pensão. Este benefício pode ser uma bênção se estiver reformando-se ou tiver mais de 65 anos de idade.

Assim funciona: Depois de vender o seu imóvel, pode reinvestir o produto da venda num fundo de pensões, num sistema público de pensões ou num contrato de seguro no prazo de seis meses. À semelhança do que acontece com o reinvestimento na propriedade, deve indicar a sua intenção de investir os fundos na sua declaração de impostos relativa ao ano em causa.

No entanto, há um senão – ao reinvestir numa pensão, deve receber um pagamento anual máximo de 7,5% do valor dos fundos. E lembre-se, a propriedade vendida tem de estar em seu nome.

Mas e se tiver vendido a sua casa para reduzir o tamanho e tiver alguns fundos que sobraram depois de comprar uma propriedade mais pequena? Pode investir o saldo numa apólice de seguro de vida e continuar a beneficiar da isenção.

Não residentes: Um cenário fiscal diferente na venda de um imóvel

Se for um não residente a vender um imóvel, as regras fiscais são ligeiramente diferentes. De acordo com a actual legislação portuguesa, os não residentes são tributados sobre a totalidade das mais-valias resultantes da venda de imóveis em Portugal. A taxa está fixada em 28% para as pessoas singulares e 25% para as empresas. Para as empresas localizadas em paraísos fiscais, a taxa aumenta para 35%.

No entanto, se residir num Estado da UE ou do EEE, pode optar por ser tributado como residente em Portugal. Esta opção é vantajosa se tiver um rendimento relativamente baixo.

Os desenvolvimentos recentes sugerem que esta lei poderá ser alterada, uma vez que o Tribunal Constitucional Português e o Tribunal de Justiça Europeu consideraram o tratamento diferente de residentes e não residentes discriminatório ao abrigo da legislação da UE. Embora a lei portuguesa ainda não tenha sido oficialmente alterada, os relatórios indicam que a autoridade fiscal portuguesa já está a tratar os residentes e os não residentes da mesma forma.

Imposto sobre as mais-valias em Portugal: Residentes Não-Habituais (RNH) e o seu Estatuto Fiscal

Se for titular do estatuto de RNH, poderá evitar as mais-valias sobre determinados ganhos de origem estrangeira, dependendo dos termos da convenção de dupla tributação com o seu país de origem. Isto significa que, se a mais-valia for tributável no seu país de origem – como é o caso dos bens imóveis no Reino Unido – não estará sujeito a imposto em Portugal.

No entanto, estas mais-valias estão “isentas com progressão”, o que significa que são adicionadas ao seu rendimento anual tributável para calcular a sua taxa efectiva de imposto em Portugal.

Procurar aconselhamento profissional quando preocupado com a venda de imóveis em Portugal impostos

Lembre-se, os regulamentos fiscais estão sujeitos a alterações, por isso é uma boa idéia procurar consultores locais para guiá-lo através do labirinto do código tributário. Não precisa de navegar sozinho!

Na Pearls of Portugal, a nossa equipa de especialistas imobiliários, com uma vasta experiência na assistência a clientes internacionais, está aqui para o orientar em cada passo do caminho. Temos departamentos jurídicos e financeiros dedicados para determinar com precisão as suas obrigações, tornando todo o processo transparente e sem stress.

Confie em nós para transformar esta jornada complexa numa viagem tranquila – contacte a Pearls of Portugal hoje, e deixe-nos ajudá-lo a obter o melhor negócio para a sua propriedade.

Partilhar nas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

How can we help you?

English • Portuguese • Spanish • German • Italian •  French

Schedule a meeting

Call us now

Send us a message

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Cumprimento do GDPR
GDPR compliance2
Newsletter

Como o podemos ajudar?

Inglês – Português – Espanhol – Alemão – Italiano – Francês

Marcar uma reunião

Ligue-nos agora

Envie-nos uma mensagem

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Cumprimento do GDPR
GDPR compliance2
Newsletter
pearls of portugal

Por favor entre em contacto e a nossa equipa responderá a todas as suas perguntas

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Cumprimento do GDPR
GDPR compliance 2
Newsletter

Não perca ofertas ou notícias!

Subscreva a nossa newsletter e não perca as últimas notícias e ofertas!

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Interesses: