Procurar
Close this search box.

Como abrir uma empresa em Portugal

Portugal tornou-se um destino atrativo para empresários estrangeiros devido ao seu panorama empresarial, localização estratégica na Europa e políticas de apoio a novos negócios. No entanto, para abrir uma empresa em Portugal, é necessário ter planeamento, resiliência, paciência e organização. Neste guia, detalhamos alguns dos pontos necessários para ajudar nesse processo e como a Pearls of Portugal pode ser uma aliada para agilizá-lo.

Frederik Pohl
Frederik Pohl, CEO
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
GDPR compliance1
GDPR compliance2
Newsletter

O panorama empresarial português: é favorável?

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), só em 2021 existiam 9706 filiais de empresas estrangeiras em Portugal. A relativa facilidade de constituição de uma empresa e os incentivos fiscais à criação de um negócio contribuem para o crescente interesse dos empresários em Portugal. Para além disso, existem alguns fatores que contribuem para este sucesso:

  • Economia em crescimento: A economia portuguesa tem vindo a crescer de forma sustentada nos últimos anos, oferecendo um ambiente favorável a novos investimentos.
  • Custo de Vida Acessível: O custo de vida em Portugal é relativamente baixo quando comparado com outros países da Europa Ocidental, o que torna o país atrativo para empresas e profissionais.
  • Força de Trabalho Qualificada: Portugal tem uma força de trabalho qualificada e bem formada, pronta para atender às necessidades das empresas.
  • Localização Estratégica: Portugal está localizado numa posição estratégica na Europa, facilitando o acesso aos mercados internacionais.
  • Incentivos Governamentais: O governo português oferece vários incentivos fiscais e outros benefícios para as empresas que se instalam no país.

Que tipo de empresa é aconselhável abrir em Portugal?

O tipo de empresa ideal para abrir em Portugal vai depender de vários factores, como a experiência profissional, os recursos e o mercado que se pretende atingir. No entanto, alguns sectores que apresentam boas oportunidades em Portugal incluem:

  • Turismo: Portugal é um dos principais destinos turísticos da Europa, o que gera oportunidades de negócio relacionadas com hotéis, restaurantes, actividades de lazer, entre outros.
  • Tecnologias de Informação: O sector das TI em Portugal está em crescimento, com procura de profissionais qualificados e empresas inovadoras.
  • Energias Renováveis: Portugal, com o seu grande potencial de produção de energias renováveis, é apoiado por iniciativas ou incentivos governamentais específicos, o que abre oportunidades para empresas que operam neste sector.
  • Agricultura: A agricultura é um sector essencial da economia portuguesa, com oportunidades para empresas de produção de alimentos, bebidas e outros produtos agrícolas.
start a company in portugal

Existem apoios ou financiamentos para a criação de uma empresa em Portugal?

O governo português oferece vários programas de apoio às empresas, indicando vários parceiros, com foco em diferentes sectores e áreas de atividade. Alguns dos principais programas de apoio incluem:

Portugal 2030

Este programa financia empresas que investem em investigação, desenvolvimento e inovação. O Portugal 2030 é implementado através de 12 programas, que atribuem apoios com base na região onde são desenvolvidos ou na área de atividade em que operam.

StartUP Portugal

StartUP Portugal tem como objectivos apoiar o governo na conceção e implementação da Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, acompanhar a conceção e implementação de políticas públicas de apoio ao empreendedorismo, promover o empreendedorismo e as startups portuguesas em Portugal e no estrangeiro, e procurar e implementar financiamentos europeus para dinamizar o tecido empresarial, entre outros.

IAPMEI Portugal

IAPMEI é uma iniciativa que faz parte do Programa Capitalizar e que integra num único portal um conjunto de soluções de financiamento com apoio público para ajudar as empresas, especialmente as PME, nas várias fases da sua atividade e investimento.

Para além destes programas, pode consultar a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Vistos portugueses para empreendedores

Existem diferentes tipos de visto para empreendedores que pretendam criar uma empresa em Portugal. O tipo de visto mais adequado para si dependerá da sua situação.

Visto D2

O Visto D2 atrai muitos empresários e é a porta de entrada para a criação de uma empresa em Portugal. É uma opção interessante para aqueles que planeiam ter um pequeno negócio. Pode ser solicitado nos postos consulares portugueses e custa cerca de 90 euros. Dá direito a permanecer em Portugal durante quatro meses, após os quais pode solicitar uma autorização de residência.

StartUP Visa

StartUP Visa é um programa que acolhe empreendedores estrangeiros que pretendam desenvolver um projeto de empreendedorismo e inovação em Portugal. Este programa prevê um processo de certificação prévia das incubadoras para que possam ser entidades que acolham e apoiem imigrantes empreendedores na criação e instalação de empresas de base tecnológica.

Visto Gold

Os Vistos Gold são autorizações especiais de residência concedidas a quem faça investimentos significativos em Portugal. Pode ser requerido das seguintes formas:

  • Abertura de uma empresa em Portugal que crie pelo menos dez postos de trabalho;
  • Transferência de capitais iguais ou superiores a 500.000€ para investigação científica, instalação ou reforço de uma empresa que crie cinco postos de trabalho, ou fundos de investimento e de capital de risco.

Em alternativa, nestas duas condições, é possível fazer um investimento mais baixo (a partir de 250.000€), desde que o investimento seja feito em algumas áreas pré-estabelecidas, como o património local português ou a produção artística.

start a company in portugal

Que tipos de regimes de sociedades existem em Portugal?

Em Portugal, existem vários tipos de sociedades, cada uma com as suas características e requisitos. Existem três tipos de empresas individuais:

Empresário em Nome Individual

Uma empresa individual é propriedade de apenas uma pessoa. É uma forma de estabelecer um negócio a meio caminho entre os trabalhadores independentes e uma sociedade unipessoal. Como as empresas individuais são fáceis de constituir e não exigem a formação de capital – ou seja, obrigam a um depósito financeiro inicial – são ideais para pequenos negócios que não necessitem de investimentos significativos.

Estabelecimento Individual de Responsabilidade Limitada

Permite o estabelecimento de uma atividade comercial através da atribuição de uma parte do património de uma pessoa singular, cujo valor corresponde ao capital social inicial. As dívidas da empresa não podem ser pagas com bens pessoais, exceto em caso de falência. O capital social não pode ser inferior a 5.000€.

Sociedade Unipessoal por Quotas

Tipo de sociedade adequado para quem pretende desenvolver uma atividade económica como sócio único. Pode ser convertida, num momento futuro, numa sociedade por quotas com sócios adicionais. A sua contabilidade deve ser validada por um contabilista oficial e a sua faturação é tributada na sede do IRC.

Empresas colectivas
Sociedade em nome coletivo

Possibilita a constituição de um tipo de sociedade de responsabilidade ilimitada em que os sócios respondem ilimitada e subsidiariamente perante a sociedade e solidariamente entre si perante os credores sociais. Este tipo de sociedade não tem um montante mínimo de capital social obrigatório. Como tal, os sócios têm responsabilidade ilimitada pelas obrigações da sociedade; ou seja, os seus bens pessoais podem ser chamados a responder por dívidas sociais.

Sociedade por Quotas

Permite a criação de um tipo societário adequado para quem pretenda desenvolver uma atividade económica com duas ou mais pessoas singulares e colectivas em que o capital social da sociedade é dividido. O capital social das Acções é livremente estabelecido (desde que superior a 1€) e corresponde à soma das acções subscritas pelos sócios.

Sociedade Anónima

Permite a constituição de um tipo de sociedade em que o capital é dividido por títulos representativos facilmente transmissíveis (acções) e em que cada sócio limita a sua responsabilidade e quota ao valor das acções que subscreveu. Estas sociedades devem ter um mínimo de cinco sócios, exceto quando uma empresa é sócia: nestes casos, é possível constituir uma sociedade com um único sócio.

Sociedade em Comandita

Permite a constituição de uma sociedade com dois tipos de sócios e regimes de responsabilidade diferentes. Os sócios comprometidos assumem a responsabilidade pelas dívidas da sociedade nos mesmos termos que os sócios das sociedades em nome coletivo. No entanto, os sócios comanditários não respondem por qualquer passivo da sociedade, como acontece com os sócios das sociedades anónimas, respondendo apenas pelas suas entradas. O capital social mínimo para constituir uma Sociedade Comandita é de 50.000€.

Cooperativas

As cooperativas não têm fins lucrativos, mas não estão impedidas de obter lucros. De acordo com a legislação em vigor, têm capital variável e composição e visam “a satisfação das necessidades e aspirações económicas, sociais ou culturais” dos seus membros, através da cooperação e entreajuda. Para formar uma cooperativa, são necessários pelo menos cinco membros.

Associação

Embora as associações estejam listadas no portal do Governo português como empresas colectivas, têm muitas vezes objectivos bastante diferentes das empresas tradicionais. Embora possam ser dotadas de património e fazer movimentos financeiros, as associações não têm fins lucrativos. As associações são compostas por três órgãos: a assembleia geral, a direção e o conselho fiscal.

create a company in portugal

Como criar uma empresa em Portugal: Passos a Seguir

Os estrangeiros que pretendem criar uma empresa em Portugal enfrentam alguns obstáculos. No entanto, algumas particularidades devem ser consideradas. O processo de abertura de uma empresa em Portugal abrange três tipos de modalidades:

  • Criação de uma Empresa à Hora. Construa a sua empresa de forma rápida e fácil num balcão de Empresa à Hora. Este serviço permite-lhe criar sociedades por acções, unipessoais, anónimas e sem fins lucrativos.
  • Criação de Empresa Online. O serviço Company Online pode ajudá-lo a criar a sua empresa de forma rápida e cómoda. Já não precisa de se deslocar a um balcão para constituir sociedades comerciais e sociedades civis sob forma comercial. Este serviço permite-lhe criar sociedades por quotas, unipessoais por cotas e anónimas.
  • Criar a empresa de forma tradicional. A criação da empresa por este método envolve uma série de passos em diferentes Entidades e noutros momentos, como o requerimento do Certificado de Elegibilidade, o depósito do capital social da empresa, a elaboração de um pacto social ou ato constitutivo, a entrega da declaração de início de atividade, o registo comercial e a inscrição na Segurança Social.

Criar empresa em Portugal: Por onde começar

  • Escolha do nome da empresa: O nome da empresa deve ser único e seguir as normas legais. Pode verificar a disponibilidade do nome da empresa no site da Registo Comercial.
  • Constituição da empresa: Entre os regimes mencionados, definir o tipo de sociedade e o capital social. O capital social mínimo varia consoante o tipo de sociedade. Redigir os estatutos da empresa e assinar o contrato de constituição perante um notário.
  • Elaboração do pacto social: O pacto social é um documento que define as regras de funcionamento da empresa.
  • Abrir uma conta bancária: A empresa precisa de uma conta para realizar operações financeiras e depositar o capital social mínimo exigido.
  • Obter os registos necessários: A empresa deve registar-se em vários organismos públicos, como a Conservatória do Registo Comercial, a Segurança Social e as Finanças.
  • Licenças e Autorizações: Obter as licenças e autorizações necessárias para o funcionamento do seu negócio de acordo com a sua atividade. Da mesma forma, a empresa precisa de contratar um seguro de responsabilidade civil.
Quais são os requisitos obrigatórios para abrir uma empresa em Portugal?

Os requisitos para abrir uma empresa em Portugal variam consoante o tipo de negócio. No entanto, alguns elementos são obrigatórios:

  • Pelo menos um dos sócios, ou um representante, deve ser residente fiscal e legal em Portugal
  • Os sócios estrangeiros devem ter um registo NIF, mesmo que sejam não residentes
  • Contas bancárias sediadas em Portugal
  • Contratar um contabilista certificado português
  • Ter um endereço postal comercial em Portugal

Que documentação é necessária para abrir uma empresa em Portugal como estrangeiro?

  • Prova de identidade (Cartão de Cidadão ou Chave Móvel Digital)
  • Número de Identificação Fiscal (NIF)
  • Formulário de Abertura de Empresa
  • Declaração de responsabilidade
  • Assinatura do. Pacto Social
  • Comprovativo de Conta Bancária
  • Registo Comercial
  • Certidão fiscal (se à empresa estiver associado um contabilista e sistema de faturação)
Quais os impostos que tenho de pagar?

Mesmo antes de iniciar um negócio como estrangeiro, deve estudar melhor a questão fiscal em Portugal, procurando saber mais sobre as obrigações fiscais em Portugal, nomeadamente os impostos a que uma empresa está sujeita, tais como:

  • IVA (imposto sobre o valorAcrescentado)
  • IRS (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares
  • IRC (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas)
  • Depreciação municipal sobre o lucro tributável em IRC – varia de município para município
  • IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis – varia de município para município)
  • IMT (Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis)
  • Imposto de Selo

Como é que a Pearls of Portugal pode ajudar?

Abrir uma empresa em Portugal como estrangeiro pode ser um desafio. Mas, com um planeamento adequado e conhecimento da legislação local, os empresários estrangeiros podem estabelecer com sucesso as bases do seu negócio em território português. Felizmente, a Pearls of Portugal pode ajudá-lo ao longo de todo o processo – desde a criação do seu NIF e conta bancária até ao aconselhamento fiscal e recomendações de contabilistas. A nossa missão é tornar os passos em direção a este objetivo tão transparentes, livres de riscos e eficazes quanto possível!

FAQ – Perguntas mais frequentes

Sim, os estrangeiros podem abrir uma empresa em Portugal, desde que cumpram todos os requisitos necessários.

O custo de abertura de uma empresa em Portugal varia consoante o tipo de empresa, o número de sócios e os serviços contratados. Para além disso, os processos de abertura também têm os seus custos. A criação de uma empresa à hora e a criação de uma empresa online rondam os 360€.

O processo pode demorar várias semanas, consoante a complexidade e as formalidades exigidas.

Os vistos de negócios e de empresário, como o D2 e o D3, são os mais adequados para este efeito. Para os seus trabalhadores não comunitários, um visto D1 (visto de trabalho) é adequado.

Partilhar nas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

How can we help you?

English • Portuguese • Spanish • German • Italian •  French

Schedule a meeting for:

Real estate

Call us now

Send us a message

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Cumprimento do GDPR
GDPR compliance2
Newsletter

Como o podemos ajudar?

Inglês – Português – Espanhol – Alemão – Italiano – Francês

Marcar uma reunião para:

Imobiliário

Ligue-nos agora

Envie-nos uma mensagem

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Cumprimento do GDPR
GDPR compliance2
Newsletter
pearls of portugal

Não perca as ofertas e as novidades!

Subscreva a nossa newsletter e não perca as últimas notícias e ofertas!

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Interesses: